BLOG CONCRETO

DICAS E NOTÍCIAS DO MERCADO IMOBILIÁRIO

Você sabe quais os índices financeiros que reajustam contratos de imóveis?

12 de dez | 2017

É preciso ficar atento aos índices financeiros que reajustam contratos de imóveis e incidem sobre as parcelas a serem pagas

Atualmente, há vários indexadores presentes no mercado de imóveis. Cada um reflete uma situação específica. A inclusão do indicador tem como objetivo evitar possíveis defasagens de valor que ocorrem no período de pagamento, conforme as mudanças no cenário econômico. A recomendação é conhecer sobre os índices financeiros aplicados no acordo e como eles impactam no valor a ser pago.  Com isso, é possível ter uma ideia prévia da elevação de uma possível dívida.

Conheça os índices financeiros que reajustam contratos de imóveis e podem influenciar nos valores a serem pagos na hora de adquirir ou alugar um imóvel:

IGP-M

Também conhecido como “inflação do aluguel”, o IGP-M (Índice Geral de Preços do Mercado) é geralmente utilizado para reajustar contratos de locação residencial. O indicador também é empregado nos contratos de compra e venda. O cálculo de sua porcentagem se dá pela variação de vários outros índices, sendo composto em 60% pelo Índice de Preço por Atacado (IPA), 30% pelo Índice de Preços ao Consumidor (IPC) e 10% do INCC. O levantamento do índice é realizado e divulgado mensalmente pela Fundação Getúlio Vargas (FGV), com cálculos entre os dias 21 do mês anterior e 20 do mês de referência.

IPCA

O IPCA (Índice Nacional de Preços ao Consumidor Amplo) reflete os preços de bens e serviços, com base na variação de produtos básicos (alimentação, habitação, vestuário, transportes, educação, entre outros). O IPCA mais um dos índices financeiros que reajustam contratos de imóveis. A inflação oficial é calculada pelo IBGE (Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística), com balanço prévio divulgado pelo Boletim Focus do Banco Central (BC).

INCC

O INCC é referência para reajuste de contratos de compra e venda de imóveis. O indicador é calculado a partir das variações dos custos das construções, incluindo mão de obra, materiais, equipamentos e serviços no setor. Na compra de um imóvel na planta, por exemplo, as parcelas ainda não pagas serão reajustadas pelo indicador. A correção é realizada sobre o saldo devedor e não sobre o valor total do imóvel.

TR

A Taxa Referencial de Juros (TR) é aplicada nos contratos de crédito imobiliário pelo SFH (Sistema Financeiro da Habitação). É o mesmo indicador empregado para corrigir os depósitos das cadernetas de poupança. No caso dos financiamentos pelo SFH, a TR é um indexador das prestações. Atualmente, o indicador é calculado a partir da remuneração mensal média dos CDBs (Certificados e Recibos de Depósitos Bancários), com prazo de 30 a 35 dias e emitidos pelas 30 maiores instituições financeiras do país.

 

Escrito por
MARCELLE FRANCO
Jornalista, Mestre em Roteiro e Coaching.
Apaixonada por contar, escrever e transformar histórias.
Liderança, criatividade e excelência em comunicação e marketing.

cadastre-se
e garanta condições especiais